Você mostra constância e calma, tende a ser cuidadoso e confiável. Você quer ser lembrado como alguém que se pode contar. Em relação a outras pessoas, você gosta mais de rotina. Você planeja com antecedência e sempre executa as tarefas a tempo.

Da mesma maneira, você prefere ambientes seguros e calmos. Você gosta de ter as regras sempre transparentes. Você prefere responsabilidades específicas a lidar com ambientes imprevisíveis. A rotina deixa você mais confortável para realizar suas tarefas.

Você processa os dados para tomar decisões e dificilmente fará de maneira precipitada. Você não gosta de correr riscos, então, ao considerar alternativas ousadas, você se atentará mais aos possíveis obstáculos. Sua tendência a métodos estabelecidas pode trazer resistência a ideias inovadoras. Embora você seja cuidadoso para tomar decisões, outras pessoas podem enxergar você como excessivamente cauteloso.

Você opta por fazer a coisa certa na primeira vez, evitando críticas ou decepções de outras pessoas. Provavelmente você revisa seu trabalho de forma minuciosa, permitindo que outras pessoas peçam para você completar projetos mais delicados. É possível que você se concentre mais em detalhes do que na visão ampla.

Você não gosta de pressionar outras pessoas. Por ser reservado, você prefere manter um perfil mais discreto em reuniões e encontros sociais. Embora você se demonstre acessível, pessoas mais expansivas podem se esforçar mais para entender sua comunicação suave.

É incerto para você dar foco em status e poder, preferindo trabalhar silenciosamente. Ao mesmo tempo que você gosta de ser estimado, pode ficar tímido se o elogio for exacerbado ou em público. Por ser humilde, você prefere celebrar as realizações junto às pessoas da sua equipe.

Ao se comunicar, sua abordagem tende a ser diplomática. Você tende a evitar temas que possam levar a conflitos. Você prefere pensar antes de falar e admira quem se comporta da mesma maneira. Por estar focado em ambientes harmoniosos, você pode se surpreender com pessoas menos preocupadas com a sensatez.

Você pode ficar desconfortável em situações emocionalmente fortes ou hostilidades. Você provavelmente não gosta de conflitos diretos. Quando pessoas não se dão bem, você pode sentir a sua segurança ameaçada. Quando alguém se torna intenso ou zangado, você pode desviar o assunto, se isso não funcionar, você tende a ceder para resolver a questão.

Você contribui de forma preciosa para sua organização ao trabalhar de forma consistente, sua humildade para trabalhar em equipe e atenção a qualidade. Em suma, esses são alguns dos comportamentos que as pessoas mais admiram em você.

Antes de continuar a leitura, faça o download do seu relatório em PDF

PERFIL DE OBSERVADOR

Objetivos e minuciosos, os Observadores são “exemplos de existências” apartidárias. Normalmente comedidos, eles visam equilíbrio e constantemente um sentido independente em direção a um objetivo determinado. Os Observadores obtêm resultado em diversas coisas, não por razão da sua flexibilidade mas pela sua determinação persistente de ir até o final. Eles visam um planejamento ou propósito objetivo de onde consigam apresentar um plano ordenado e traçar suas atividades. Uma vez iniciado o plano, os Observadores lutam tenazmente para realizar seus objetivos. Às vezes, uma interferência é essencial para transformar seu caminho. Por isso, eles podem ser considerados como indivíduos teimosos e opiniosos.

Os Observadores se dão bem em funções técnicas desafiantes na qual consigam usar informações reais para entender os dados e tirar conclusões. Eles reagem à lógica em vez do sentimento. Quando estão vendendo ou realizando marketing para uma ideia, eles obtêm mais êxito com um produto preciso.

Os Observadores não estão especialmente envolvidos em satisfazer as todos e optam por trabalhar isolados. Eles podem ser considerados como secos, rudes e sem tato. Como eles valorizam sua própria competência de pensar, os Observadores julgam as outras pessoas pela forma que elas usam os dados e a lógica. Para desenvolver a sua capacidade em relações pessoais necessitam conhecer melhor as outras pessoas, principalmente as emoções.

  • Emoções: é neutro; apresenta auto-disciplina
  • Propósito: autoridade por meio de funções formais e posições de poder
  • Considera os outros por meio de: utilização de informação concreta
  • Influencia os outros por meio de: determinação; persistência
  • Valor para a sociedade: oferece apoio; contribui individualmente em tarefas de maneira precisa ou em pequenos grupos
  • Usa extremamente: transparência; suspeita dos outros
  • Sob ameaça: Inclina-se a internalizar divergências; guarda raiva
  • Tem medo de: envolvimentos com os grupos; responsabilidade de entregar idéias abstratas
  • Desenvolveria a sua produtividade com mais: maleabilidade; aceitação dos demais; relação pessoal com os outros

SUAS PRIORIDADES E O SEU LOCAL DE TRABALHO

  • Estabilidade

Você prefere ambientes calmos e tranquilos. Você evita surpresas e se empenha para ter os melhores resultados. Para tanto, você evita impulsividade e ambientes caóticos, preferindo trabalhar de forma organizada e sem distração. Por dar atenção à constância, as pessoas sabem que pode confiar em você para manter o ritmo.

  • Suporte

Você tende a ser calmo e atencioso. Você prefere relacionamentos harmoniosos e gosta de saber que as pessoas ao seu redor estão felizes. Geralmente você está disposto a ouvir e ajudar quando preciso. Você pode deixar suas próprias necessidades de lado para dar apoio, isso porque um ambiente tranquilo é importante para você.

  • Exatidão

Você tende a ser cuidadoso e sistemático. É desconfortável para você gerar resultados medianos, por isso, é comum fazer uma grande pressão sobre si mesmo para fazer as coisas de modo correto. Você estuda as opções cuidadosamente e toma decisões com base nos fatos. Para você a exatidão pode garantir resultados esperados.

O QUE TE MOTIVA

Ajudar outras pessoas, oferecer apoio, recursos e ambientes harmoniosos.

Motivadores

  • Trabalhar por um objetivo
  • Apoiar pessoas quando necessário
  • Sistemas e procedimentos produtivos
  • Gerar organização a um projeto
  • Assegurar exatidão
  • Conservar padrões elevados
  • Colaborar com as pessoas
  • Apoiar as pessoas a trabalhar em equipe

O QUE TE ESTRESSA

Ambientes competitivos, direções incertas e pessoas agressivas.

Estressores

  • Tomar decisões sem tempo para pensar
  • Pessoas irritadas ou argumentativas
  • Trabalhar sem diretrizes claras
  • Defender o seu ponto de vista
  • Lidar com conflitos
  • Ambientes desorganizados
  • Ter que improvisar
  • Trabalhar em um ambiente antissocial
  • Ficar isolado por muito tempo

OS ESTILOS DISC (VÍDEO)

VOCÊ E OS ESTILOS DISC

VOCÊ E O DOMINANTE

Não se entendem bem. O D tem a tendência de impor-se sobre o SC e terá de significativamente diminuir o seu ritmo, uma vez que o alto S não gosta de correr riscos e precisa de tempo para tomar decisões.

Desejando harmonia, o SC poderá acompanhar o alto D apenas para manter a paz. O alto D precisará trabalhar muito duro para efetivamente ouvir e construir a confiança necessária para que o SC verbalize suas preocupações.

Dominantes priorizam:

  • Resultados
  • Ação
  • Desafio

VOCÊ E O INFLUENTE

Não se entendem bem. Ambos orientados a pessoas, precisam de interação, mas cada um à sua maneira. Para o SC,  o alto I pode parecer entusiasta por demais ou até  mesmo forçado. Além disso, o senso de urgência e a disposição para correr riscos do SC é menor.

Para conquistar a confiança e construir um bom relacionamento é preciso que o I diminua o ritmo, fale menos, escute mais, e sempre pergunte ao SC o que sente. Do contrário, não conhecerá deste as preocupações e angústias que tende a internalizar.

Influentes priorizam:

  • Entusiasmo
  • Ação
  • Colaboração

VOCÊ E O ESTÁVEL

Excelente combinação! A convivência entre ambos é tranquila e harmoniosa. Ambos são orientados a tarefas e pessoas. Entretanto, podem acabar por limitarem seus potenciais, pois ambos tendem a evitar riscos, além de poderem demorar na tomada de decisões

Estáveis priorizam:

  • Apoio
  • Constância
  • Colaboração

VOCÊ E O CAUTELOSO

Entendem-se bem. Compartilham a necessidade por ambientes seguros, sem muitos riscos, além de harmonioso. Apoiam-se, ambos, em métodos e procedimentos, embora o C seja mais focado em dados, enquanto o SC em pessoas. Tendo em vista mudanças no ambiente, ambos precisarão de dados fiáveis para que se faça desta uma experiência tranquila.

Cautelosos priorizam:

  • Exatidão
  • Constância
  • Desafio
Ainda não fez o teste DISC?

Saiba o seu perfil agora

MELHORANDO O SEU RELACIONAMENTO COM OS ESTILOS DISC

COM O DOMINANTE

No relacionamento
Dominantes gostam de ir direto ao ponto, então tenha cuidado para não gerar discussões. Pessoas com estilo D são diretas e têm a intenção de que o trabalho seja feito de forma rápida. Você tende a ser ponderado e sossegado, por isso é possível que eles dominem os debates com você. Talvez eles não enxerguem isso de forma ruim, já você pode se sentir intimidado. Ao mesmo tempo eles podem se sentir decepcionados se você for muito esquivo na situação.

Para se relacionar com pessoas que tem o estilo D, considere as estratégias:

  • Deixe claro seu ponto de vista logo no início da conversa
  • Dominantes gostam de abordagens diretas, por isso não tenha receio em se posicionar de forma clara e objetiva
  • Esteja preparado para lidar com a sinceridade deles

Resolvendo problemas
Dominantes tomam decisão com rapidez e mantém o trabalho funcionando. Use uma abordagem mais cuidadosa para resolver problemas. Por serem ousados e obstinados, os dominantes podem ficar impacientes com o seu jeito cauteloso.

Você não gosta de movimentações arriscadas, o que faz com que dominantes o enxerguem como uma pessoa que deseja manter a tradição.

Para resolver problemas com pessoas que tem o estilo D, considere as estratégias:

  • Tenha disposição para trabalhar com mais velocidade quando a situação exigir
  • Não demonstre muita cautela ou medo de mudar
  • Considere outras ideias, mesmo que pareçam ousadas demais

Em situações tensas
Você prefere ambientes harmônicos enquanto os dominantes preferem desafiar o status-quo. Eles são sinceros e diretos em conflitos, por isso, você tende a evitá-los em situações tensas.

Você é reservado e, quando confrontado, poderá ceder apenas para manter o andamento. Como consequência, o dominante pode esquecer o fato enquanto você ainda estará ressentido.

Quando as coisas ficarem tensas com o alto D, considere as estratégias:

  • Não se intimide com a objetividade deles
  • Seja direto e objetivo ao expressar suas opiniões
  • Não esconda seus sentimentos e resolva o conflito

COM O INFLUENTE

No relacionamento
Influentes são extremamente extrovertidos, sociáveis e gostam de trabalhar de forma colaborativa e você compartilha desse comportamento, embora não seja uma característica do SC. Ambos gostam de trabalho em equipe, mas o I pode socializar mais do que o SC. É possível que eles queiram que você seja mais expansivo e se você não falar, eles podem ver você como uma pessoa fechada.

Para se relacionar com pessoas que tem o estilo I, considere as estratégias:

  • Demonstre respeito pela naturalidade e otimismo deles
  • Foco no que é positivo e não pareça indiferente
  • Procure oportunidades para trabalhar de forma colaborativa

Resolvendo problemas
Influentes trabalham com a intuição e quando confrontados com um problema, agem rapidamente. Você evita decisões rápidas, o que faz com que eles o achem cauteloso demais. As soluções inovadoras dos influentes podem ter atritos com as suas respostas seguras e calculadas.

Para resolver problemas com pessoas que tem o estilo I, considere as estratégias:

  • Esteja aberto às soluções criativas
  • Use a energia deles quando for necessário ir rápido
  • Equilibre a sua constância e o comportamento aventureiro deles

Em situações tensas
É natural para uma pessoa “I” ignorar os problemas pensando no relacionamento. Para garantir o direito de se expressar, é comum que o influente fique emotivo e até mesmo agressivo. Você preza pela harmonia e pode deixar que eles ajam da maneira deles. Você pode não resolver a situação e sair ressentido.

Quando as coisas ficarem tensas com o alto I, considere as estratégias:

  • Tente não ceder às vontades deles ou se afastar da situação muito rapidamente
  • Não deixe de expressar sua opinião só para manter o ritmo
  • Deixe que eles entendam que o conflito pode ser benéfico para uma boa relação

COM O ESTÁVEL

No relacionamento
Pessoas do estilo S valorizam cooperação e interação amigável enquanto seu foco está em trabalhar de maneira metódica e autônoma. Você tende a ser mais reservado do que eles, o que demonstra menos interesse em colaborar. Já eles podem ver você como imparcial e distante.

Para se relacionar com pessoas que tem o estilo S, considere:

  • Demonstrar interesse em suas ideias
  • Ter em mente que talvez seja necessário perguntar algumas vezes antes de eles exporem suas ideias verdadeiras
  • Não se demonstrar distante ou eles podem levar isso para o lado pessoal

Resolvendo problemas
Você e pessoas do estilo s pensam nos problemas de forma dedicada, mas se esquivam na tomada de decisão, principalmente quando há mudanças imprevisíveis. Isso pode deixar a questão em aberto mais tempo que o necessário. Além do mais, vocês podem não dar a devida atenção a soluções inovadoras, o que pode retardar a evolução.

Para se relacionar com pessoas do estilo S, prefira:

  • Estabelecer prazos para as tomadas de decisão e crie maneiras de tomar decisões menores mais rapidamente e em equipe
  • Pensar nos riscos, mas ter em mente que soluções ousadas podem trazer benefícios
  • Mostrar suas preocupações, mas não enfatizar muito o que pode dar mal

Em situações tensas
Pessoas do Estilo S buscam evitar problemas e chatear as pessoas ao redor. Vocês não gostam de enfrentar problemas, por isso, uma situação de conflito é rara. Essa semelhança pode arruinar a comunicação e intensificar a hostilidade se não for falada abertamente.

Quando as coisas ficarem tensas com o Estilo S, considere:

  • Ser mais direto para evitar que sentimentos ruim cresçam
  • Trabalhar com conflitos de forma rápida e calma
  • Não crer que o silêncio significa que o assunto está resolvido

COM O CAUTELOSO

No relacionamento
Cautelosos focam mais em fatos do que sentimentos. Vocês gostam de ter tempo hábil para fazer as coisas. Vocês se concentram mais na lógica do que nos relacionamentos, por isso a comunicação entre vocês pode ser limitada.

Para uma melhor relação com o C, busque:

  • Considerar dar mais tempo para vocês se conhecerem
  • Conversar considerando os fatos em questão
  • Deixar claro quando precisar de mais comunicação aberta para manter a ordem

Resolvendo problema
Pessoas do Estilo C resolvem problemas considerando cuidadosamente o plano. Isso pode atrasar as tomadas de decisão, principalmente quando a situação envolve mudanças repentinas. Como resultado, vocês podem impedir o andamento do projeto.

Para resolver problemas com o Estilo C, considere:

  • Estipular prazo para encontrar a solução
  • Equilibrar o seu senso de cuidado compartilhado com a urgência
  • Estar com eles nas análises minuciosas, mas recordar-se de ver o cronograma

Em situações tensas
As pessoas do Estilo C levam a discordância como um embate sobre quem está correto, evitam confronto direto e desafiam através de argumento. Você não gosta de conflitos, por isso, pode ceder aos argumentos factuais do cauteloso ou deixar de expor suas necessidades. O conflito pode ficar em aberto, deixando que ressentimentos ou sentimentos negativos permaneçam.

Quando as situações ficam tensas com o Estilo C, considere as estratégias:

  • Lide com o problema de uma vez, não espere que ele se resolva sozinho
  • Ouça o outro lado, mas não ceda só para evitar uma situação desagradável
  • Apoie sua opinião com lógica e argumentos factuais

AUMENTANDO A SUA EFICIÊNCIA PROFISSIONAL

Sugerimos três habilidades para apoiar o seu desenvolvimento comportamental dentro da sua organização.

VALORIZE O NETWORKING

Você pode ser mais reservado que os outros, com isso pode deixar de fazer conexões importantes com outras pessoas. Ao se tornar mais aberto a novas amizades, poderá ganhar aliados que ajudarão atingir seus objetivos.

  • Considere o networking como ponto positivo para gerar melhores resultados
  • Seja mais expressivo e permita que outras pessoas se aproximem de você

SEJA DIRETO E SE POSICIONE COM FIRMEZA

Você quer ser agradável e prefere um ambiente harmonioso, por isso, pode evitar feedback negativo. Você evita fazer críticas construtivas, mas lembre-se de que você pode ajudar as pessoas e o crescimento da equipe ao fazê-las. Fique atento aos fatos e se posicione com firmeza e sem remorso.

  • Ser sincero ajuda a construir amizades longas
  • Seja empático e pergunte a si mesmo se gostaria de saber a verdade se estivesse no lugar da outra pessoa

TENHA MAIS SENSO DE URGÊNCIA

Você prefere um ritmo mais moderado para garantir um resultado seguro. No entanto, você pode trabalhar com pessoas que queiram uma abordagem mais rápida e ousada. Tenha cuidado para que seu ritmo calmo não impeça o grupo de atingir grandes realizações.

  • Considere atalhos ao invés de só caminhos conhecidos
  • Aja antes do problema surgir

OS ESTILOS DISC (TEXTO)

O ESTILO DOMINANTE

Dominância caracteriza-se pelo seu foco na lógica, por ser objetiva, cética e desafiante.

Mostra atividade, com ritmo rápido, dinamismo, audácia e asserção.

Despindo a análise de juízos preconcebidos de valor, o dominante procura decisões, superação de obstáculos e resultados. Poderíamos dizer, em poucas palavras que o primeiro impulso de alguém caracterizado pelo D é tomar o controle das situações e atingir resultados.

Não à toa, são tais características que possivelmente apresenta suas principais contribuições às organizações: orientado por desafios, toma a iniciativa, é inovador, visionário e determinado, além de ser capaz de tomar decisões rapidamente.

A primeira impressão tida do alto D poderia caracterizar por palavras como raivoso, nervoso, brusco, sem tato, ditatorial, egoísta, egocêntrico, agressivo, entre tantas outras palavras com certa carga pejorativa. Não se trata simplesmente disso, mas, pode sim, sê-lo. Sua vontade de superar desafios, ser pioneiro e conquistar grandes realizações podem torná-lo impaciente, brusco, ditatorial, com certa falta de tato e, até mesmo, pode levá-lo à sobrecarga de trabalho e metas pouco realistas.

Para evitar estes potenciais problemas, é importante que D trabalhe para identificar-se com o grupo de trabalho, conhecer os limites de seus projetos e posição, que aprenda com as experiências que vivencia, controle seu ritmo de trabalho, buscando adequar-se à equipe e à precisão que cada projeto exige e, por fim, desenvolva a sensibilidade necessária para com as necessidades dos demais.

Infere-se ainda, destas características, que, quando sob stress, tende à agressividade, egoísmo e torna-se por demais exigente. Seu ambiente predileto oferece desafios, liberdade, autonomia, pouca rotina, supervisão e exigência por detalhes, além de dar-lhe substancial poder decisório.

O alto D procura

  • Resultados imediatos
  • Ação
  • Desafios
  • Decisões rápidas
  • Questionar o estado atual
  • Autoridade
  • Gerenciar situações críticas
  • Resolver problemas
O ambiente do alto D

  • Autoridade
  • Poder
  • Reconhecimento
  • Realizações pessoais
  • Comunicação franca
  • Oportunidade de crescimento
  • Controle e supervisão
  • Atividades variadas
  • Escala na dimensão DISC: Mede uma disposição dominante e direta usando adjetivos como agressivo, obstinado e vigoroso
  • Objetivo: Moldar o ambiente superando oposições para alcançar resultados
  • Julga os demais: Por obtenção de resultados
  • Influencia os demais: Objetividade, persistência e competição
  • Utiliza em demasia: Imposição para ganhar
  • Em situações de pressão: Fica sem paciência e inflexível
  • Medos: Demonstrar fraqueza e ser enganado
  • Para ser mais eficaz: Calma e compreensão

O ESTILO INFLUENTE

Não se trata de manipulação, mas de persuasão. Os altos I apresentam genuína preocupação com pessoas. São amigáveis, extrovertidas e estimulantes.

Rapidez, audácia, dinamismo e asserção são algumas das características do influente. Além de falante, ativo e, também por isso, um tanto desorganizado e talvez ineficaz no que vale à determinação de metas, apesar da tendência a correr riscos calculados e/ou moderadamente.

Entretanto, estas mesmas características, quando demasiadas ou erroneamente utilizadas, podem resultar em certa impulsividade descuidada, dificuldades para planejar e manejar o tempo, além de, apesar de muito comunicativo, deixar-se focar por demais em si mesmo e não nos outros, fazendo desses maus ouvintes.

Em geral, o alto I pode ser de grande valor para uma equipe. Tende a ser um motivador natural. Com seu otimismo e entusiasmo, mantendo a equipe unida e buscando um objetivo comum. Com seu senso de humor, adiciona diversão e alegria à equipe.

Desta forma, gosta também de socializar, não indo direto ao ponto sempre que possível. Conhecer, conversar e conviver com pessoas é extremamente importante para o influente.

Por fim, cabe ainda ressaltar algumas das possíveis necessidades de desenvolvimento do alto I.

Dadas às características supracitadas, é possível que apresente algumas dificuldades para manter o foco, pode parecer um tanto egocêntrico por querer falar muito de si mesmo, assim como teme que não gostem dele.

Reconhecimento é bastante importante. Não obstante, pode nem sempre atentar para detalhes importantes, dada sua atividade e impulsividade. Mesmo assim, quando suas forças são bem utilizadas de alguma maneira, suas possíveis limitações são controladas ou refreadas.

O alto I procura

  • Contatar pessoas
  • Causar boa impressão
  • Ser expressivo
  • Ser motivador
  • Gerar entusiasmo
  • Proporcionar recreação
  • Ser otimista
  • Atividades em grupo
O ambiente do alto I

  • Notoriedade
  • Reconhecimento social
  • Elogio público
  • Liberdade para se expressar
  • Relacionamento sem autoritarismo
  • Sem controle e detalhes
  • Verbalizar o que pensa
  • Treinamento
  • Escala na dimensão DISC: Mede uma disposição interativa e influente usando adjetivos como sociável, animado e falante.
  • Objetivo: Moldar o ambiente influenciando e instigando os demais
  • Julga os demais: Habilidades sociais
  • Influencia os demais: Otimismo, encanto, intensidade
  • Utiliza em demasia: Esperança, elogios
  • Em situações de pressão: Fica confuso e extremamente vivaz
  • Medos: Reprovação e não ser ouvido
  • Para ser mais eficaz: Objetividade e acabativa

O ESTILO ESTÁVEL

A tendência S é caracterizada pelo trabalho em equipe, preocupação com pessoas, cooperação e colaboração, mais do que a persuasão e a atividade.

O alto S é paciente, empático(a), orientado(a) por tarefas e pessoas, em geral, é fácil de se lidar, sempre aberto(a) às questões e necessidades alheia. Além disso, lida bem com procedimentos e processos bem definidos, preferindo itinerários claros e estável a improvisações.

Entretanto, tendo em vista também estas qualidades, pode ter dificuldades para estabelecer prioridades, hesitar e temer mudanças. Pois, muito estável e de alguma maneira mais passivo(a) e reflexivo(a), prefere a estabilidade à incerteza e variação.

Tem como importantes trunfos sua lealdade, alta organização, perseverança e trabalho em equipe. Mas, como em qualquer tendência, estas mesmas qualidades ímpares, se não utilizadas com certo cuidado, podem levar à certa teimosia, dificuldade para lidar com mudanças, demasiada leniência e uma tendência a evitar controvérsias, mesmo quando necessárias.

Tendo certos cuidados, o S pode ser definido assim: “Um alto S soma muito valor a equipe. O alto S tende a ser um seguidor leal e um membro confiável da equipe. Com suas habilidades para construir relações próximas, pode conseguir manter a equipe unida em momentos difíceis.”

O alto S procura

  • Atuar de forma segura e esperada
  • Paciência
  • Habilidades específicas
  • Ajudar os demais
  • Demonstrar lealdade
  • Ser um bom ouvinte
  • Lidar com pessoas cativantes
  • Criar um ambiente harmonioso
O ambiente do alto S

  • Situações estáveis
  • Rotinas
  • Reconhecimento por trabalhos realizados
  • Divisão clara entre vida pessoal e profissional
  • Avaliação sincera
  • Reconhecimento das pessoas
  • Procedimentos contínuos
  • Mínimo de embate
  • Escala na dimensão DISC: Mede uma disposição acomodada e estável usando adjetivos como atencioso, gentil e de bom coração.
  • Objetivo: Colaborar com os demais para realizar tarefas e criar um ambiente harmonioso
  • Julga os demais: Confiança e sinceridade
  • Influencia os demais: Acolhimento e consistência
  • Utiliza em demasia: Despretensão, oposição à mudança, comprometimento
  • Em situações de pressão: Desiste, omite sua verdade
  • Medos: Decepcionar as pessoas, mudanças repentinas
  • Para ser mais eficaz: Demonstrar autoconfiança, apresentar sentimentos verdadeiros

O ESTILO CAUTELOSO

Os alto C, apresentando características reflexivas e questionadoras, não poderiam deixar de articular uma tendência à atenção aos detalhes, dado seu ritmo moderado, seu comportamento lógico, metódico e cuidadoso e, ao mesmo tempo objetivo, cético e desafiante.

O cauteloso pode somar muito valor a uma equipe. Tende a ser um profissional meticuloso. Com sua tendência à atenção aos detalhes, assegura a qualidade do trabalho da equipe. Consegue as informações corretas ao grupo e verifica sua validade.

Seus padrões são altos e sua capacidade analítica é bastante desenvolvida, algo fundamental em diversas situações. Entretanto, assim como para cada uma das tendências DISC, tais características podem levar a certo pessimismo, a um ceticismo exacerbado, a perda do norte proposto pela demasiada atenção a detalhes, às vezes desimportantes.

Com pessoas é paciente, cortês, diplomático, mas às vezes frio e indiferente. Voltado a fatos e dados concretos, não têm dificuldades diante de regras, procedimentos e códigos de conduta.

Consigo mesmo e com os outros, sua crítica pode ser por vezes, excessiva, levando a conflitos e ao pessimismo.

O alto C procura

  • Seguir padrões
  • Dedicar-se a detalhes
  • Pensar de forma analítica
  • Diplomacia
  • Sutileza para resolver conflitos
  • Precisão
  • Analisar o desempenho de maneira crítica
  • Ser sistemático
O ambiente do alto C

  • Regras claras
  • Qualidade e precisão
  • Discrição
  • Demonstração de especialidades
  • Controle
  • Abertura para fazer perguntas
  • Reconhecimento de suas habilidades e realizações
  • Escala na dimensão DISC: Mede uma disposição privada e conscienciosa usando adjetivos como analítico, reservado e sem emoção.
  • Objetivo: Assegurar e entregar resultado estruturado com qualidade e precisão
  • Julga os demais: Prática e precisão
  • Influencia os demais: Lógica, alto padrão
  • Utiliza em demasia: Análise, controle
  • Em situações de pressão: Uso excessivo de lógica, inflexibilidade
  • Medos: Estar errado, transparecer emoções
  • Para ser mais eficaz: Identificar e aceitar os sentimentos alheios, enxergar além da lógica
Ainda não fez o teste DISC?

Saiba o seu perfil agora